O futuro da televisão

Fim da televisão?

Estará o futuro a reservar o epitáfio da televisão com a oferta tão significativa de conteúdos noutras plataformas? Definitivamente, não.

À televisão, ou ao mercado televisivo, é imperioso atribuir um valor personalizado ao telespectador aspirando, simultaneamente, que os gostos de uma maioria de consumidores sejam “moda” – aqui se estabelece uma das substanciais diferenças – para se conseguir pagar os custos de produção dos conteúdos multimédia. Trocando por miúdos, o eletrodoméstico televisão dispõe agora de uma concorrência minimalista, telemóveis, tablets, computadores de mesa, que não se deve confundir com o encerramento dos canais televisivos tradicionais.

A oferta dos canais temáticos, vista nas tais diferentes plataformas de visualização que tornaram portável a relação com a imagem, incrementaram o número de horas em que vemos “televisão”, ou “imagens em movimento”. A nossa capacidade de editar os conteúdos que nos agradam é que obrigará no futuro os programadores dos canais generalistas a estarem mais na “moda” e menos no que lhes parece bem, ou aos seus pares.

Na minha opinião, está aberta a oportunidade dos canais de livre acesso, os ditos generalistas, de oferecer imprevisibilidade, de estar em direto o maior número de horas possível, atrevendo-se à ficção que muda de rumo ao instante, consoante a vontade da maioria dos telespectadores que estão a interagir naquele momento.

Os maiores espectáculos do mundo, desportivos, culturais, de grandes massas serão disputados, palmo a palmo, pois ainda continuam a ser aqueles onde ninguém prevê o desfecho, a desafinação do cantor, ou a queda em palco numa estreia teatral.

Tenham os programadores coragem e a televisão, onde quer que a vejam, permanecerá como o mais privilegiado meio de comunicação. A emoção pode gravar-se, mas nunca atingirá a incerteza do livre arbítrio do direto. Televisão é a caixa, o smartphone, o tablet, o computador que ainda muda o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *