Dia 18 de Novembro podemos ver a dupla Carlos do Carmo e Raquel Tavares, em concerto no Campo Pequeno, que promete ser um espetáculo único e alusivo às nossas raízes, o Fado Português.

Com uma maneira de cantar diferente e o um estilo pessoal inconfundível, tornaram-no numa das vozes mais emblemática da música portuguesa das últimas décadas.

Carlos do Carmo nasceu em Lisboa a 21 de Dezembro de 1939. Lucília do Carmo, a sua mãe, foi uma das maiores fadistas do século XX, e o seu pai, Alfredo de Almeida, teve entre as suas profissões a de livreiro e de empresário na indústria hoteleira. A casa que ficava parte velha da cidade, Bairro Alto, era um lugar de reuniões de intelectuais e de artistas.

Carlos do Carmo iniciou a sua carreira em 1963 sendo uma das mais longas a nível musical nacional e que perdura até hoje. “Loucura”, uma das canções da sua mãe, foi a primeira que gravou e conquistou um enorme sucesso. O seu primeiro disco surge em 1964, com o nome “Estranha Forma de Vida”.

Com uma maneira de cantar diferente e o um estilo pessoal inconfundível, tornaram-no numa das vozes mais emblemática da música portuguesa das últimas décadas.

Já cantou ao longo do nosso país e a nível internacional já conta com cinco continentes. Os prémios de renome que tem vindo a juntar ao longo destes anos já passam os dedos de uma mão.