Inimaginável

Como vos disse, o mais novo lá de casa, completou ontem o primeiro ano de vida! 

Penso que todos os pais e mães, partilham da opinião, que o primeiro aniversário de um filho, é não só uma celebração, como também uma vitória. 

E digo vitória, porque, já sabemos que uma tragédia infelizmente pode acontecer em qualquer altura da vida. Mas, o primeiro ano de um filho, é aquele sempre mais frágil, em que ele se adapta ao mundo cá fora, ganha defesas, e pedimos a toda a hora que não fique doente. 

E dei por mim a pensar nisso porque quase todos os dias somos invadidos por notícias de pais que perdem filhos, muitas vezes de formas inacreditáveis. Então, acho mesmo que devemos agradecer a dádiva de completarmos mais um aniversário dos nossos filhos. 

Muitas vezes penso… como se ultrapassará a perda de um filho? Acho, sinceramente, que não se ultrapassa. 

Numa situação de perda, dizem que o tempo cura tudo. 

Curar, não sei se cura. Atenuar, talvez. Mas tratando-se de um filho, acho que o tempo não será assim tão bom conselheiro. Acho até que muitas vezes, será penalizador. 

Pais que perdem filhos, nunca mais serão os mesmos. Impossível. Ficará sempre um vazio que jamais se preencherá! 

Por isso sou grato por cada ano dos meus filhos. Por isso sou grato por este primeiro ano do Pedro ter passado sem sobressaltos. 

E por isso também, daqui envio o meu abraço forte e apertado a todos os pais que passaram por essa dor! 

2 comentários em “Inimaginável

Meu irmão já passei por uma situação quase igual a essa e acredito que tanto no meu caso como nos teus exemplos a perda e o sofrimento são inquestionáveis porem a forma de aceitação e o modo como se passara a ver a vida a partir dai depende muito da de vida e do que você acredita , se o pensamento for que o fim desta vida é um fim de tudo então não existe nada que possa justificar o fato acontecido e apaziguar um coração despedaçado por essa dor porem se você aceitar que a morte não é o fim nem o começo é simplesmente uma passagem passamos e entender os acontecimentos e a aceitarmos a vida como ela é , passamos a conviver com essa dor transformando-a em saudade e todos nós conhecemos casos em que fatalidades desse tipo trouxeram mudanças significativas para os envolvidos , um entendimento maior interior para o que é a vida e o sofrimento do próximo e muitas vezes os despertaram pela luta por determinadas causas e ate criação mesmo de leis que beneficiaram e ajudaram a vida de muita gente .. Não sei se consegui me explicar mas essa é minha opinião .

Olá Jorge ☺️
Um filho é uma gratidão sem fim..,
Nas alegrias, nas tristezas,nas doenças, mas quando nos tiram, é inimaginável perceber porquê?????
O nosso subconsciente no seu estado “normal” nunca na vida vai aceitar esse “roubo”quanto mais o consciente…, quando todos os dias desde que nasceram, alimentamos o amor que sentimos por eles….no olhar, no dar a mão (quando deixam)☺️no brincar e observar o que já fazem e ver ali o amor a crescer…no
que colocamos no prato para comer, ou na lancheira(‘mesmos crescidos), na roupa que escolhemos para eles( quando ainda deixam)…selamos de uma maneira essa barreira protectora com a palavra amor, que jamais achamos que algum mal lhe pode acontecer, mas infelizmente acontece e para quem passa por esse momento, não tenho palavras somente me lembro em rezar por eles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *