Apesar de estar por aqui, no meio do Atlântico, não deixo de me atualizar com as notícias, do país e do mundo. E há uma, que já tem vindo a falar-se há algum tempo, que este mês, intensificou a sua presença nos jornais locais e nacionais e que muito tem servido para alimentar polémicas por estas bandas: o regresso da ligação entre o Continente e a Madeira, por via marítima. 

Claro que, como em tudo na vida, há quem esteja a favor, que acredite que agora é de vez, e há quem esteja contra. Há quem esteja certo das vantagens e, por outro lado, quem não admita o regresso da ambicionada pretensão. Normal. Como diz o velho ditado: cada cabeça, sua sentença! 

Tenho lido e relido as opiniões de diversas pessoas, e também tenho ouvido muitas conversas por aqui, de continentais e madeirenses. 

Há dias li um desses comentários que me fez pensar. Dizia um senhor, que o ferry não vai ter passageiros que chegue para compensar a viagem porque se as pessoas avaliarem o tempo da deslocação, voltarão pela via aérea, mesmo sendo mais cara. De navio demoram um dia e de avião, numa hora e meia já cá estão. Óbvio.

Acontece, porém, que a ser verdade o que se lê, há um outro fator de monta que fará ignorar o tempo que se demora, que é o valor que se paga. 

Ainda noutro dia, aqui desabafava com vocês os valores exorbitantes é muito injustos que a TAP pratica. Única a voar para o porto santo, sem concorrência, estipula os preços que quer e assim tem sido. 

Caso avance mesmo o ferry para as ilhas, muito provavelmente continentais, madeirenses, veraneantes, e afins… farão contas e irão escolher a opção que mais em conta lhes ficar. Disso eu não tenho dúvidas. Isto a julgar pelos preços praticados no passado. A vida está exorbitante para todos, e demorar um dia numa experiência diferente, onde até  podemos transportar o nosso automóvel não é assim tão mau! 

E se em vez de Portimão, a ligação fosse de Setúbal ou de Lisboa até ao Funchal? E com escala no Porto Santo, ou com a possibilidade de ligação ao Lobo Marinho?

Cá por mim, podem avançar com o concurso, JÁ!