O tema não é novidade para ninguém, mas penso que não é demais lembrá-lo. Ainda para mais, agora no verão, salta mais à vista de todos: a obesidade! 

Os números, já sabemos, são assustadores. No nosso país e pelo mundo. E andando pelas praias, o assunto torna-se ainda mais visível e assustador! 

É incrível a quantidade de gente acima do peso! 

Hoje em dia, num mundo que vive de redes sociais, de informação a toda a hora, com tanto estudo sobre este flagelo, não se compreende como é que não se tem cuidado, com a saúde que é o nosso bem mais precioso. Não consigo compreender mesmo! 

Não tenho por hábito controlar ou estar a ver o que é que cada um come, mas há coisas que são impossíveis de não reparar. E aqui pela praia, vejo diariamente, crianças, muitas crianças, que por dia comem cerca de 7 ou 8 gelados. Fora as famigeradas bolas de Berlim, que são também em número considerável. Fico assustado. E principalmente preocupado.

Mesmo que não sejam miúdos “gordos”, a quantidade de açúcar que ingerem, é só… caótica. As refeições, idem… batatas fritas, hambúrgueres, fritos, molhos, cachorros, e por aí fora. 

Eu sei que em férias as pessoas relaxam mais, estão menos preocupadas. Mas a saúde não tem férias. Fazer “disparates” sim, mas só de vez em quando. A base dos nossos dias, principalmente das crianças, devia ser sempre a pensar na saúde. E a saúde, a única possível, não é compatível com kg de açúcar e gordura! 

Boas férias, com alimentação equilibrada. 

Pela vossa saúde!