Aqui vou eu a caminho de Porto Santo, para as minhas desejadas férias! 

E nesta espera entre aviões, dou por mim a pensar num assunto que muito me custa e que revolta tanta gente:

Os poucos, e caros, muito caros, voos para a ilha dourada! 

 

A nossa TAP não é lá muito nossa amiga. Será falta de concorrência? 

 

A TAP é a única companhia aérea que voa para Porto Santo. E assim, a nossa vida complica-se. Não há voos o ano todo. Só há quando entendem. Só há voos de Lisboa. Há dois anos acabaram com os voos a partir do Porto. Voos, diga-se, iam sempre cheios! 

 

Vivo no Porto há já uns anos, e por isso sei que iam cheios porque era lá que apanhava o voo antes de o anularem. 

 

Agora, é um aborrecimento. Voo até Lisboa, e depois voo até Porto Santo! Depois, vem a parte pior. Sim, bem pior: os preços. 

 

Um voo para Porto Santo, dependendo da época do ano, chega a custar mais de 300€… Estamos a falar de um voo interno, meus senhores!!! 

 

Às vezes, aparecem promoções nas agências de viagens, com pacotes de voo e hotel, que ficam mais em conta do que adquirir apenas o voo. Como é possível???

 

Para quem tem lá casa, ou para quem prefere alugar uma casa em vez das habituais férias em hotel, os valores são exorbitantes. Era importante inverter esta situação. 

 

Um paraíso aqui tão perto…e é impossível ir lá passar um fim-de-semana, ou uma semana fora do verão, ou uns dias soltos no calendário. 1:30h de voo do continente, um voo interno, é impossível de aproveitar. Muitas vezes, mais caro do que ir para o estrangeiro. Promover o turismo no nosso país, assim é difícil. 

 

Se houvesse mais companhias aéreas a voar para a ilha dourada…estou certo de que os valores, seriam mais simpáticos. Por isso se ouve tantas vezes a frase “o problema da TAP, é não ter concorrência. Se tivesse, não fazia o que quer!”

Será mesmo esse o problema ? 

 

Alguma coisa tem de mudar para que possamos aproveitar melhor este paraíso. Senhores da TAP, repensem esta situação. A ilha dourada precisa de pessoas, e as pessoas precisam de conseguir lá chegar. Com mais voos e menos custos.