Esta é a altura do ano em que os ginásios enchem e que a maioria das pessoas quer milagres para o verão. O sol começa a aquecer, as praias a encher, e toda a gente se lembra de tirar aquele pneuzinho que a fez companhia durante todo o inverno.

Felizmente treino todo o ano porque, para mim, fazer desporto não é apenas numa estação do ano ou com o propósito específico do verão. No entanto, nesta altura do ano, decidimos mudar um pouco o treino e a estratégia. Todos nós gostamos de nos sentir mais leves no verão. Claro que sim. 

Não tenho pretensão nenhuma a ter o “corpo de verão 2017”, mas se quisermos sempre sentir-nos melhor, esta é uma mais valia. 

Sou acompanhado pelo meu PT, o José Pedro Mendes, que é um profissional 5 estrelas, e juntos decidimos mudar o meu treino. Têm sido desafios diferentes a cada treino e cada um mais puxado que o outro. Saio esgotado, mas a sensação de treino concluído é excelente. E o melhor de tudo é sentirmo-nos com mais energia a cada dia que passa. Por outro lado treinar com um objetivo definido e ver as mudanças a cada semana, é bem mais desafiante! 

Também já sabemos que treinar sem uma alimentação equilibrada, não faz sentido. Quem quer resultados, tem de se lembrar que 70% deles são conseguidos na alimentação. Só os outros 30% são feitos pelo treino. 

Lá em casa temos cuidados diários, temos uma alimentação muito regrada e raramente – muito raramente – cometemos excessos. Não fazemos dieta, como a maioria das pessoas diz, mas sim optámos por um estilo de vida saudável. O que é diferente. Comer saudável é uma opção de vida. E é a nossa. Pela nossa saúde tudo compensa. 

Podemos sempre “apertar o cerco” quer nos treinos, quer na paparoca para a preparação do verão, mas se o fizermos o ano inteiro, vamos sempre sentir-nos melhor. Quem está comigo?