Civismo duvidoso

Acho os centros comerciais muito úteis e práticos, mas aos fins-de-semana roça o caos.

Domingo tivemos mesmo de ir, as mais velhas tinham um compromisso, e nós aproveitámos para dar uma volta com o Pedro. 

Quando chegou a hora do bebé comer, lá fomos procurar o sítio, para lhe dar a papa. 

O NorteShopping tem um espaço extraordinário para os pais darem a paparoca aos seus bebés. Um espaço delineado na praça da alimentação, com dois microondas, mesas, guardanapos, babetes e várias cadeiras de bebé para que os possamos sentar enquanto comem. 

Tudo a preceito, condições fantásticas próprias para os pequenotes, para que não tenhamos de lhes dar comer nas mesas comuns. 

Ali, podem ver-se os avisos, em letras grandes, que aquele espaço é EXCLUSIVO para bebés. Para os pais darem a refeição aos seus BEBÉS

Pois não imaginam… ficámos estupefactos quando lá chegámos. 

Estava cheio. Mas não de bebés a comer nem de pais a dar comer aos bebés. Estava cheio…de adultos, sentados nas mesas, a fazer as suas refeições normais, nos tabuleiros de fast food do shopping. E cheio, é cheio. Todas as mesas do Espaço Bebé estavam a abarrotar de adultos a almoçar. Verdade! 


E nem se incomodaram ao ver um bebé chegar para comer. Continuaram a comer, como se nada fosse. 

Não consigo ver isto de outra forma senão como uma falta de civismo. Apenas isso. E é uma pena. 

Infelizmente, mesmo com todos os avisos lá colocados, em letras garrafais, para que se saiba que aquele espaço é exclusivo de bebés…as pessoas não querem saber,  não respeitam, e lá continuam a alambazar-se.

E é assim em tantos outros lados e em tantas outras situações. Acho lamentável e fico sempre incomodado quando me deparo com uma situação destas. 

Imagino que seja difícil para o centro comercial ter ali um funcionário permanentemente, a “policiar” a área dos bebés, para não deixar ninguém desrespeitar as regras. Mas infelizmente, era o que devia acontecer. Porque as pessoas não respeitam. Não se respeitam. 

Não tivemos outro remédio senão dar meia volta, e ir dar comer ao bebé para outro lado.

6 comentários em “Civismo duvidoso

Uma vergonha! Mas não admira…educação é um valor que está a desaparecer.
Os pais não passam valores aos filhos e estes tornam-se adultos sem valor algum, sem objectivos de vida, sem ambução, sem projectos,….são nada, ou melhor grande parte deles tornam-se parasitas da sociedade.
Depois responsabilizam as escolas…a educação deve ser dada em casa e não na escola,
a escola dá formação, não educação.
O nosso país devia chamar-se Republica das Bananas! Somos um país pequeno que poderia ser maravilhoso mas deixa muito a desejar.
Um abraço “Pai Natal”

Devíamos, nós, enquanto pais, chamar os seguranças e pedir que nos arranjem um lugar. Sim ter essa coragem… no entanto, o nosso civismo diz-nos que por vezes é melhor arranjar outra alternativa. É contra mim falo, essas pessoas sem civismo, continuam fazê-lo, normalmente, sem que ninguém os envergonhe. O mesmo se passa com a nova lei da prioridade nas filas…

Subscrevo na íntegra.
Mas a falta de civismo não para por aí. Pessoas a estacionar no lugar das grávidas, cedência prioritária nos elevadores… E se continuar a escrever chego ao fim da Internet

Nessas situações existe outro remédio que é falar com as pessoas responsáveis pelo shopping para resolverem a situação. Ir embora só está a aceitar que isso volte acontecer.

Sílvia
Na escola também se educa… E os valores não estão a desaparecer agora, já tinham desaparecido, daí estarem adultos a esgotar o espaço que não lhes pertence.
Cada um de nós tem que assumir a sua responsabilidade em cada momento, e neste caso seria chamar o responsável pelo espaço para que os irresponsáveis fossem chamados à pedra. E mais não digo.

A sociedade está a ficar sem saber muito bem viver em sociedade. Nem dá para acreditar no que se vê no dia a dia, é nos transportes, é no trabalho, é nos lugares para deficientes e para grávidas etc etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *