A tecnologia está cada vez mais ao nosso serviço enquanto indivíduos com necessidades diferentes uns dos outros, e ainda bem! E agora esta moda fantástica de podermos personalizar os nossos aparelhos estendeu-se aos telemóveis.

Esta aventura não é nova mas só agora é que parece já ter pernas para andar. Já tínhamos ouvido falar disto há algum tempo, lembram-se? Mas agora, em vez de o novo telemóvel modular nos chegar pela Motorola, chega-nos pela empresa que a comprou, a Google.

O projecto chama-se Ara e parece que em 2017 já vamos poder comprar telemóveis completamente modulares.

Para quem ainda não percebeu o que é isto de um telemóvel modular, eu explico. É um telemóvel composto por módulos que se combinam entre si e que podem ser removidos e inseridos de acordo com as necessidades do utilizador. Por exemplo, alguém que gosta de fotografia poderá incluir componentes como câmaras melhores ou flashes, e alguém que adore música vai poder ter umas óptimas colunas.

Mas esta questão de podermos adaptar o telemóvel às nossas necessidades nem é a mais importante. O fantástico mesmo é que com um telemóvel modular, se uma peça se avariar, só temos que a trocar.

Hoje em dia toda a tecnologia é construída para durar pouco e se tornar obsoleta no espaço de poucos meses. Este telemóveis vêm contrariar esta tendência e muito provavelmente a longo prazo vão evitar o desperdício de peças (que tanto mal fazem ao ambiente) e dinheiro!

Confesso que já andava com a pulga atrás da orelha desde que ouvi falar destes telemóveis. Mal posso esperar para experimentar um! A possibilidade de ter uma câmara melhor e poder ver-me livre de algumas aplicações que nunca uso e só ocupam espaço é muito atractiva.

E vocês, já sabem que componentes gostavam de ter no vosso telemóvel modular?

Leiam também: