Li recentemente um artigo no jornal Público sobre a total dependência do GPS nos dias de hoje e o facto de chegarmos a perder por completo o nosso discernimento, por confiarmos em demasia nesta tecnologia.

Já vos aconteceu estarem a seguir as indicações e perceber que, apesar de o GPS vos dizer para virar à direita, a opção mais lógica é virar à esquerda? Seguiram o GPS ou o vosso instinto?

Um dos episódios mais tristes e mais trágicos aconteceu em 2009, nos Estados Unidos, quando Alicia Sánchez e o filho Carlos, de apenas 6 anos, foram encontrados em Death Valley [Vale da Morte], onde as temperaturas podem atingir rapidamente os 50 graus no Verão. Carlos estava já sem vida e Alicia num estado muito avançado de desidratação e a delirar. Alicia disse, na altura, que estava apenas a seguir as indicações do seu GPS.

Mais estranho é o caso do casal sueco que se dirigia à ilha de Capri, em Itália e que pelo facto de ter escrito mal o destino no GPS acabou em Carpi, uma cidade do Norte de Itália. Mas será que não acharam estranho? É que Capri é uma ilha!

Também num episódio recente da série Anatomia de Grey há um casal que é hospitalizado por cair de carro no rio, porque o GPS lhes diz para seguir em frente, mesmo não existindo estrada. Quando interrogados sobre se não tinham visto o rio e o porquê de não terem parado antes e evitado o acidente, a resposta é simplesmente: “Sim, vimos o rio, mas o GPS dizia para seguir em frente e nós seguimos!”.

É claro que o episódio ficcionado é uma caricatura do que se passa na vida real, mas não é exagero se afirmarmos que há quem confie cegamente no GPS. E que apesar de estar a ver com os próprios olhos que o aparelho está a dar indicações erradas, ou desactualizadas, prefere confiar mais na tecnologia do que no próprio cérebro!

Com isto não digo que sou contra a tecnologia do GPS. Muito antes pelo contrário! Já me safou muitas e muitas vezes de andar perdido no meio do nada e já não prescindo dela nas minhas viagens!

Mas em caso de dúvida, concordo com o autor do artigo. Não há melhor sistema de navegação do que os nossos próprios olhos e o nosso próprio cérebro!

E vocês, que histórias caricatas têm para contar sobre as vossas experiências com o GPS?

 

Leiam também: