Um golfinho por uma selfie?

Tenho seguido a notícia que anda a correr mundo: numa praia argentina, um golfinho foi passado de mão em mão para que os turistas pudessem tirar selfies!

Como é que se pode estar mais preocupado em tirar fotografias do que em devolver o golfinho bebé ao mar? Esta é uma espécie vulnerável de golfinhos, conhecida como Franciscana e que não sobrevive muito tempo fora de água. Existem apenas cerca de 30 mil em todo o mundo!

É urgente reflectir sobre esta notícia, independentemente das várias versões que fomos lendo, e tomar consciência de que temos rapidamente de mudar as nossas atitudes em relação aos animais. A postura irresponsável que dá corpo à notícia demonstra como há um profundo desconhecimento sobre o equilíbrio do nosso planeta e sobre as inúmeras espécies ameaçadas que correm o risco de desaparecer se nada fizermos. Além disso, e como é óbvio, é urgente reflectir nos valores que nos regem, quando esta “cultura das selfies” se torna mais importante do que a natureza e o respeito pela vida!

O golfinho deveria ter sido imediatamente devolvido ao oceano, com a ajuda de profissionais. Esta deveria ter sido uma história de salvamento bem sucedida e não uma notícia provocada pela ignorância e prepotência da espécie humana face a outra espécie animal.

A falta de conhecimento do ser humano em relação à sustentabilidade tem consequências catastróficas e, infelizmente, este é um exemplo vivo disso mesmo. Que este episódio nos sirva ao menos de profunda reflexão sobre a forma como queremos construir o nosso futuro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *